Como o RPA pode mudar o seu jeito de trabalhar em uma locadora de veículos?

02/04/2019 19:19:40 / by Marcos Semensato

RPA não é só uma sigla bonitinha que usamos pra impressionar. Ela quer dizer Robotic Process Automation, uma série de soluções inteligentes operadas por robôs que automatizam processos, dados e recursos de diversas empresas.

Segundo a maioria dos especialistas do mercado, entre eles Forbes e Mckinsey; RPA e inteligência artificial serão tendência nos assuntos em 2019. Essas soluções amplificaram o cenário para além do mundo de indústrias e fábricas ganhando espaço dentro de empresas, escritórios e gestão de ativos. Esse será o próximo passo para modernizar a gestão em todos os segmentos da economia.

Com tantas soluções criadas para o mercado automotivo, as rotinas das locadoras continuam sendo em sua grande maioria como essa que compartilhamos aqui com vocês

Como o RPA mudou meu jeito de trabalhar?

Minha rotina era o que o nome mesmo já diz: uma rotina. Chega, liga o computador e, entre um telefonema e outro, bora atualizar o sistema. É subir foto do carro. É ligar para o cliente pra saber a quilometragem. É digitalizar multa. É digitalizar checklist e depois digitalizar outro e depois mais outro. Checklist após checklist. O que faz bastante sentido. Em uma locadora é extremamente importante tirar as informações do papel e colocá-las no sistema pra que possamos criar um banco de CRM consistente e ter visão de todo o processo na nossa frota. Mas o problema era que meu trabalho também consistia em gerenciar todo o resto. Em cuidar da parte de avarias, verificar a necessidade de lavagem, oficina, manutenções extras, sem contar a gestão de funcionários, garantir que tudo estivesse ok com a loja e lidar com a imprevisibilidade de um mercado tão dinâmico como o nosso. A sensação era de que não existiam horas suficientes no dia pra dar conta de tudo. Ou melhor, até dava… mas não se eu quisesse fazer tudo com um nível de atenção e de detalhe que se espera de um trabalho como esse. Num dia não tão bom você digita um número errado, troca um dado pelo outro, confunde o nome do cliente, perde um checklist de papel… e nem vamos entrar nesse assunto papel e de todo o espaço que ele ocupa. Foi num desses dias em que eu procurava encontrar formas de melhorar minha produtividade que eu li sobre o RPA. No começo a sensação era estranha. O que eles faziam que eu já não faço? Pouca coisa. O que eles faziam melhor do que eu faço? Praticamente tudo.

O tempo que eu demorava todos os dias para preencher as informações cadastrais no sistema era muito grande perto do tempo que o sistema precisava. A diferença era enorme. E isso ainda me permitia passar mais tempo me dedicando a outras funções aqui na empresa. Setores onde o meu capital humano era muito mais necessário - gerenciar pessoas, relacionamento com clientes, decisões estratégicas. Fora que depois de implementar o RPA tudo ficou digitalizado: eu conseguia a partir daquele momento ter no computador ou no meu celular uma série de plataformas, dashboards, personalização de status, etc. A diferença da minha performance antes e depois do RPA é enorme. A economia de tempo que isso me gerou então, isso eu nem consigo calcular.

O depoimento que podia ser do José, da Fernanda, do Marcos, do Matheus… é apenas mais um de uma série de profissionais e empresas que abriram suas portas para a revolução do RPA. Pode acreditar: existe uma chance significativa de que você e as demais pessoas envolvidas no seu negócio também possam faturar mais otimizando, simplificando e automatizando diversas tarefas do seu dia a dia com nossos robôs inteligentes. 

Gostou desse tema? Então confere: como implementar o rpa em uma empresa.

 

Marcos Semensato

Written by Marcos Semensato

Marcos é especialista em RPA e conteúdo para o mercado automotivo.

O melhor conteúdo sobre automação inteligente em mobilidade